Animações de Michel Ocelot, no CCBB Brasília

As obras de Michel Ocelot, além da variedade de técnicas que vão do mais tradicional ao moderno, encantam seus espectadores pelo universo lúdico baseado em contos e lendas africanas e árabes. 

O CCBB Brasília apresenta a mostra de animações do cineasta “Michel Ocelot” a partir desta terça-feira (24). Nascido na França e criado na Guiné, Michel Ocelot tornou-se mundialmente conhecido por suas animações premiadas nos principais festivais da categoria, especialmente seu primeiro longa-metragem, lançado em 1998, “Kiriku e a Feiticeira” — uma história baseada em um conto de fadas africano.

As obras de Michel Ocelot, além da variedade de técnicas que vão do mais tradicional ao moderno, encantam seus espectadores pelo universo lúdico baseado em contos e lendas africanas e árabes. 

Kiriku e a Feiticeira (1998)

A mostra realizada pelo CCBB irá percorrer os principais trabalhos do diretor, com destaque para a pré-estreia do seu mais novo trabalho, “Dilili em Paris” — vencedor do Prêmio César, na França, na categoria de Melhor Animação, e também escolhido como o filme de abertura do Festival de Cinema de Animação de Annecy em 2018.

“Vi-me confrontado com um pequeno problema relacionado à representação de Paris durante a Belle Époque: só se via gente branca… Por isso, Dilili é mestiça, membro de um grupo que também sofreu com a rejeição de ambos os lados”, diz o diretor Michel Ocelot sobre seu novo filme. 

Serão, no total, 16 sessões abertas ao público e 16 sessões exclusivas para escolas nas quais serão realizadas rodas de discussões entre os alunos sobre os temas tratados dos filmes. O folder da exibição trará, também, atividades pensadas para o público infantil. 

A mostra Michel Ocelot é uma produção da Fumaça Filmes e tem curadoria de Fábio Savino. 

Data: 24/09/2019 a 06/10/2019
Horários das exibições no site do CCBB através do link: http://culturabancodobrasil.com.br/portal/michel-ocelot/
Local: CCBB Brasília
Valor do Ingresso: Entrada Franca

Assista ao trailer de Dilili em Paris:

- Publicidade -

Você pode gostar também