Devido ao risco de intoxicação por chumbo, a restauração da Catedral de Notre Dame está atrasada

Testes feitos no local revelaram níveis perigosamente altos de contaminação do metal tóxico na área das obras.

A reforma da famosa Catedral de Notre Dame, em Paris, foi adiada até o dia 19 de agosto, segundo comunicado do governo francês emitido na última sexta-feira (9), devido a uma preocupação com os trabalhadores da obra que estavam sob o risco de uma intoxicação por chumbo.

Testes feitos no local revelaram níveis perigosamente altos de contaminação do metal tóxico na área das obras, além de escolas e outros edifícios que cercam a catedral, aumentando a preocupação com os riscos à saúde dos trabalhadores, alunos e moradores da região. Centenas de toneladas de chumbo no telhado e no campanário derreteram durante o incêndio de 15 de abril, e os ventos espalharam as partículas para além do terreno da igreja.

Após semanas negando qualquer risco de envenenamento, as autoridades francesas finalmente admitiram que as medidas anti-contaminação tomadas foram insuficientes. Desde então, os responsáveis têm corrido contra o tempo para implementar medidas de segurança mais rígidas e novos métodos para remover os resíduos de chumbo que contaminaram, inclusive, parquinhos de escolas localizadas nas proximidades da igreja.

Além dos críticos que acusam a cidade de negligência ao não notificar o público sobre os riscos preocupantes de envenenamento por chumbo, um grupo ambientalista entrou com uma ação judicial contra o governo da cidade alegando que as autoridades não conseguiram conter suficientemente a contaminação. O prefeito de Paris, Michel Cadot, afirmou que o trabalho de reconstrução da catedral só será retomado “uma vez que haja uma garantia de que as novas medidas estão em vigor”.

Autoridades haviam informado, originalmente, que a descontaminação iria começar na próxima semana, mas, com o adiamento, a previsão para início da limpeza passou para o dia 19 de agosto.

Fonte: © Agence France-Presse

- Publicidade -

Você pode gostar também