Museu de Arte do Rio pode fechar as portas no próximo mês

Em mais um episódio das brigas entre o prefeito Marcelo Crivella e as Organizações Globo, o Museu de Arte do Rio fica ameaçado.

Em mais um episódio das brigas entre o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, e as Organizações Globo, o Museu de Arte do Rio, também conhecido como MAR, pode fechar ainda em dezembro deste ano. De acordo com informações do Diário do Porto, os funcionários do museu foram informados nesta segunda-feira (11) de que estão cumprindo aviso prévio e todos serão demitidos caso a prefeitura não realize os pagamentos atrasados.

O Instituto Odeon, que administra o MAR há sete anos, está sem receber repasses do município desde setembro, e na última sexta-feira (8) enviou um ofício à Secretaria Municipal de Cultura informando as ações de desmobilização que aconteceriam a partir dessa segunda-feira (11) — o que inclui o aviso prévio a todos os funcionários para, de acordo com a assessoria de imprensa do Instituto, “a proteção dos direitos trabalhistas dos mesmos”. O ofício enviado à Secretaria diz que “O início do processo de desmobilização acontece após os consecutivos atrasos no pagamento de parcelas do contrato de gestão, incluindo a parcela de setembro que até o momento não foi depositada. Com isso, não há mais fôlego financeiro para manter o equipamento funcionando.”

Foto: Divulgação/MAR

Evandro Salles, diretor cultural do MAR, pediu demissão junto à Eleonora Santa Rosa, diretora executiva, e outros oito funcionários do museu na semana passada. Para Salles, a Prefeitura do Rio vem promovendo um “profundo desmantelamento de aparatos culturais e artísticos”.

Em nota, a Secretaria Municipal de Cultura, representada por Adolfo Konder, afirmou que o aviso prévio é apenas uma medida preventiva adotada pelo Instituto Odeon e que uma solução para regularizar os pagamentos já está sendo elaborada junto à Secretaria de Fazenda. A nota diz ainda que disse que “reitera a importância do Museu de Arte do Rio como um dos mais importantes equipamentos da Secretaria” e que “todos os esforços estão sendo feitos no sentido de sanar todas as questões pendentes e garantir o museu a pleno vapor em 2020”.

 

- Publicidade -

Você pode gostar também