Número de visitações em Museus brasileiros cresce em 2019

Diante toda a falta de apoio a cultura, espaços culturais se mostra resistentes a esse período

O portal G1 fez um levantamento com 40 museus, de todas as regiões do Brasil, para divulgar os números de visitações em Museus nesse primeiro semestre do ano. O que surpreendeu foi o aumento em 61%, deixando a comunidade artística com um ar de esperança para continuar com o trabalho.

“Na contramão da decadência do tema, nós vemos o aumento do interesse. A sociedade traz a valorização para o setor que não é dada pelo governo”, afirmou Rafaela Lima, coordenadora de análise da informação do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e responsável pela pesquisa anual de visitações a museus, em entrevista ao G1.

Na somatória dos números recebidos pelos museus, o 1º semestre de 2019 registrou aumentos de 50% sobre a média do mesmo período nos últimos quatro anos e de 61% em relação a 2018. Além disso, os diretores acreditam que existem cinco motivos principais para esse crescimento, são eles:

  • Interesse do público despertado em reação a fortes discussões sobre cultura em momento de cortes de verbas federais e estaduais e outros debates sociais acirrados do Brasil hoje;
  • Mais exposições que destacam minorias e grupos antes pouco representados;
  • Além de mais representado, o público ‘se representa’ mais em fotos de visitas no Instagram e outras redes, o que ajuda a divulgar as exposições;
  • “Corrida” por museus após o incêndio no Museu Nacional em setembro de 2018;
  • Políticas educativas e de inclusão adotadas por museus.

“Nós todos estamos refletindo bastante sobre isso, nos questionando sobre os motivos […] Estamos vivendo uma radicalização. E os museus são espaços de questionamentos e diversidades de opiniões”, disse o diretor-geral da Pinacoteca de São Paulo, Jochen Volz, sobre o aumento de público.

Os museus estão cada vez trazendo uma maior diversidade às mostras e investindo em exposições de mulheres, negros, indígenas e artistas não-europeus.

Público aguarda na fila para prestigiar exposição de Tarsila do Amaral no Masp — Foto: Bárbara Muniz Vieira/G1

Lista de Museus participantes da pesquisa: Masp (SP), Pinacoteca (SP), Museu Oscar Niemeyer (PR), Cais do Sertão (PE), Instituto Tomie Ohtake (SP), Museu do amanhã (RJ), Museu Catavento (SP), Museu do Presépio (PA), Museu de Arte do Rio (RJ), Museu de Arte da Bahia (BA), Museu da Abolição (PE), Museu Casa de Benjamim Constant (RJ), Museu Casa da Hera (RJ), Museu Casa Histórica de Alcântara (MA), Museu Casa da Princesa (GO), Museus Castro Maya (RJ), Museu do Diamante (MG), Museu Forte Defensor Perpétuo (RJ), Museu Histórico Nacional, (RJ), Museu Imperial (RJ), Museu da Inconfidência (MG), Museu Lasar Segall (SP), Museu das Missões (RS), Museu Nacional de Belas Artes (RJ), Museu do Ouro (MG), Museu Regional de Caeté (MG), Museu Regional Casa dos Ottoni (MG), Museu Regional de São João del-Rei (MG), Museu da República (RJ), Museu Solar Monjardim (ES), Museu Victor Meirelles (SC), Museu Villa-Lobos (RJ), Museu das Bandeiras (GO), Museu de Arqueologia (RJ), Museu de Arte Religiosa e Tradicional (RJ), Museu de Arte Sacra da Boa Morte (GO), Museus Raymmundo Ottoni de Castro Maya – Chácara do Céu, (RJ), Museu de Arte Sacra de Paraty (RJ), Museu Palácio Rio Negro (RJ), Casa de Claudio Souza de Petrópolis (RJ).

- Publicidade -

Você pode gostar também