Programa “Juntos Pela Cultura” está aberto para inscrição

As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de setembro

Por meio de chamadas públicas, a Secretaria de Cultura e Economia Criativa está realizando cinco ações em parceria com cidades de todas as regiões de São Paulo.

Em reunião que contou com o Secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, e o Secretário de Desenvolvimento Regional Marco Vinholi, reuniram prefeitos e secretários municipais das demais regiões de São Paulo, debateram sobre a realização do programa Juntos pela Cultura / Estado + Prefeituras, que destina R$ 12,5 milhões para parcerias com prefeituras em cinco iniciativas: Virada SP, Circuito SP, Tradição SP, Revelando SP e +Gestão SP.

Doria falou que em São Paulo a Cultura é tratada como uma coisa séria, além disso “É importante na educação, na preservação, na memória e, principalmente, no bem de cada cidadão. Nós temos uma tradição e uma história na cultura, e essa história está sendo preservada”, declarou.

“O objetivo central do programa Juntos pela Cultura é ampliar o acesso à arte e à cultura em todas as regiões do estado, com mais eficiência e mais eficácia e uma visão municipalista de gestão. Estado e Prefeituras devem atuar em sintonia para melhorar os resultados”, explicou Sérgio Sá Leitão, e completou que “todo o investimento será feito por meio de chamadas públicas e com as prefeituras, de modo a agilizar os processos e valorizar a visão local.”

As inscrições foram abertas no dia 10 e vão até 30 de setembro, que podem ser avaliadas nos seguintes projetos (divulgados pela Secretaria Secretaria de Cultura e Economia Criativa):

VIRADA SP

Serão selecionados quatro projetos de viradas culturais, de municípios com perfis distintos, que receberão um total de R$ 2,1 milhões. Os eventos acontecerão em novembro e dezembro, em municípios de macrorregiões diferentes.

 

CIRCUITO SP

90 municípios de todas as regiões receberão espetáculos de música e artes cênicas de alto nível, além de exposições e atividades de formação e capacitação a partir do último trimestre de 2019 até 2020. Serão investidos R$ 8 milhões.

 

TRADIÇÃO SP

Por meio de chamada pública contínua para as prefeituras, o novo programa apoiará eventos e expressões culturais populares tradicionais do Estado, realizados a partir do último quadrimestre de 2019. Serão investidos R$ 500 mil.

 

REVELANDO SP

Chamada pública para participação no evento de celebração e valorização da cultura popular e tradicional de São Paulo, que acontece de 13 a 17 de novembro, no Parque da Água Branca, com investimento de R$ 1,9 milhão. Cada município terá um estande e poderá levar sua gastronomia, artesanato, música, dança, artes cênicas, folclore, design, audiovisual e demais expressões culturais.

 

+GESTÃO SP

Novo programa que vai oferecer, em parceria com instituições de excelência, cursos executivos em gestão cultural para secretários municipais e gestores de equipamentos culturais, com a flexibilidade da educação à distância e sem custo para as prefeituras.

“Todos terão igualdade de condições para competir pelos recursos que estão sendo disponibilizados. Queremos, com isso, ampliar o alcance e também elevar a eficiência e eficácia do nosso investimento”, enfatizou o Secretário Sérgio Sá Leitão.

 

Seminário Juntos pela Cultura

O Seminário Juntos pela Cultura apresentou também, durante todo o dia, palestras com os Secretários, integrantes da equipe da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, representantes municipais e gestores de cultura. O público teve a oportunidade de conhecer as diretrizes, ações em andamento e projetos da Pasta.

“O objetivo deste seminário é transmitirmos uma percepção do alcance e do papel da cultura e da economia criativa para o desenvolvimento, visando o quanto o segmento movimenta as economias locais, valoriza o PIB, promove relações sociais harmônicas, diminui a violência e impacta a economia. Há muitos anos não se considerava essa dimensão, que hoje já se torna permeável à toda sociedade”, disse a Secretária Executiva de Cultura e Economia Criativa Cláudia Pedrozo.

“As atividades culturais e criativas no Brasil já produzem 2,64% do nosso PIB, o que significa que se a gente encarar toda arte, toda cultura, toda economia criativa como um setor econômico, ele está entre os dez maiores da nossa economia”, completou Sérgio Sá Leitão.

As inscrições podem ser feitas clicando aqui.

- Publicidade -

Você pode gostar também